Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O rapaz 100% perfeito

por Maki, em 30.01.15

Acho que vi o rapaz cem porcento perfeito para mim. Não, não passei por ele, sim era mais fofo se dissesse "passei pelo rapaz cem porcento perfeito para mim" mas nop. Vi. Nunca fui destas coisas de amor à primeira vista e afins, aliás, eu não senti uma tremenda paixão quando o vi, a verdade é que nem foi bem atracção, mas quando os nossos olhares se cruzaram senti que ele o rapaz perfeito para mim. Estúpido right? Tenho que deixar de ler Murakami que esta porcaria tem demasiadas semelhanças com um conto dele... Só que em vez de ser numa rua toda fofinha com brisa foi no pingo doce. Como era ele poderão estar a questionar-se (eu estaria...), provavelmente imaginando um bisonte todo bom, um gajo super bonito, loiro, olhos azuis. Desculpem desapontar... Era um gajo normal. Olhos pretos, cabelo castanho, alto, com feições normalíssimas e provavelmente tímido (pelo menos foi essa a ideia com que fico quando as pessoas falam baixinho com a senhora da caixa e se fartam de olhar para baixo...), no entanto esse gajo normal tinha algo que me fez pensar que ele era o gajo perfeito para mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:56

Oh gosh

por Maki, em 29.01.15

Hoje estive a refletir, e cheguei à conclusão que um amiguinho meu tem razão e eu sou pedo bait... Yup... Definitivamente sou pedo bait... Ao longo da minha vida apenas 2 gajos da minha idade se interessaram por mim, sendo que em ambos os casos eram pessoas que muito dificilmente voltarei a ver, o resto foram pedófilos... Not kidding, um chegou-me a perguntar se queria ir com ele ao café porque "sabes o que é bom com amoras? Café." humhum o meu sonho é passar o resto dos meus dias a beber café e a comer amoras numa cave qualquer algures no meio do campo... Até porque café e amoras parece ser uma combinação óptima... A mais recente e extremamente constrangedora aconteceu num autocarro, para aí em agosto, lembro-me disso porque tinhá feito à pouco tempo os 18, a sorte ditou que se sentasse ao meu lado um homenzinho que não era filipino, não era tailandês mas era lá da zona. Ora até ai tudo bem, mas o rapaz comecomeça a falar... Quase colado a mim, maldita a hora em que disse que falava inglês... Eu não me importO que desconhecidos falem comigo, eu adoro falar com pessoas random, mas torna-se constrangedor quando o desconhecido em questão decide fixar o seu olhar no teu peito, ora para o rapaz se calar fingi que ia dormir... virei-me para a janela e tentei adormecer ... Quando sinto uma presença super perto da minha cabeça e ouço o "are you sleeping?" mais creepy da minha vida. "Nopenopenope", escusado será dizer que não voltei a fechar os olhos, ou a falar, ou a fazer o que quer que fosse, fiquei muito quietinho quietinha no meu banco a contar os minutos para sair de lá. se alguem souber como posso usar o meu poder para o bem diga. Aceito parcerias forças policiais e vigilantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39

As pessoas e os animais

por Maki, em 26.01.15

Ontem estava eu numa loja de animais quando o meu coração se apertou, não foi o aperto normal ao ver animais enjaulados mas um aperto bastante maior... Uma senhora estava com o seu mais que tudo e pediu para ver um dos cães (gosh, é horrivel que exponham os animais como se fossem objectos em que não se pode tocar...) a senhora da loja pega na chave os cães ao ouvirem o som das chaves ficam super felizes, radiantes até, começam a saltar, a abanar a cauda e a por a lingua de fora (sinceramente acho que a lingua de fora não estava relacionado com a felicidade, mas pronto, tinham a lingua de fora enquanto saltavam o que lhes dava um aspecto super fofo), aproxima-se da vitrine, abre-a e tira um cão, fechando-a de seguinda. O cão que ficou lá dentro ainda abanou a cauda durante um bocado enquanto via o casal a afagar o seu parceiro de cela mas pouco depois a sua cauda parou e ele deitou-se enquanto via o casal todo babado a afagar o pelo do outro... A olhar para o casal que escolheu o cão com o pelo mais bonito e não deu a minima oportunidade ao cão com o pelo mais escuro... A olhar para o casal que não foi o suficientemente humano para perguntar à senhora se também podiam afaga-lo... 

Eu podia ter pedido para ver aquele cão, podia ter mostrado interesse em compra-lo, mas no momento não me lembrei de tal coisa... No momento só pensava nas coisas que tinha em comum com aquele cão, em como a humanidade é uma merda e em sair dali.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:20

yeeeey férias

por Maki, em 26.01.15

Hoje fiz o meu último exame a sério (o próximo é melhoria por isso não conta), sinceramente acho que devia estar a chorar, afinal, deixei uma pergunta e provavelmente errei mais de metade, mas honestamente, já não quero saber, fui com o intuito de fazer o exame, juro que estava disposta a passar 3horas desta pela tarde fechada numa sala debruçada sobre um bocado de papel com o meu nome, juro que sim, mas vários factores fizeram com que eu apenas fizesse a melhoria de um teste e não o exame. Um deles foi o facto de estar toda lixada das costas, outro foi estar numa daquelas mesas magníficas com uma perna mais pequena que outra (sim, no meio de 50 mesas sentei-me numa que não estava estável, yup, I'm that lucky) e o último factor, provavelmente o mais importante é eu ter rido que nem uma desvaida quando vi o resto do exame (ok, não me ri assim tanto, nem ri... Mas sorri, o que num exame é bastante raro, qualquer pessoa que me visse diria que eu estava bastante confiante e ia ter um 20, não que olhei para aquilo e pensei "aahahah estás tão fodida". Então todos esses factores levaram que eu abandona-se a sala 1h30 mais cedo que o previsto, e apesar de tudo feliz. Sim posso chumbar (provavelmente vou chumba), mas pelo menos agora acabei, estou de férias, posso ler, oh gosh hoje li tanto, à muito tempo que não lia, vou poder ver anime, estar com os meus amigos (sim, eu tenho amigos), nadar, correr... Fazer todas as coisas que me deixam feliz e não fazia durante o semestre porque... Bem porque fui parva...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28

Mudanças no blog

por Maki, em 25.01.15

Mudei o template e afins, até me dei ao luxo de criar aquele auto-retrado espetacular, depois choro quando sair do exame de calculo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 01:54

Hoje após o meu tempo de recuperação pós exames desloquei o meu rabo para o Vasco da Gama com o intuito de estudar (sim, eu sou uma daquelas bastardas que ocupa uma mesa nos centros comerciais com papéis, compreendo que me odeiem) quando dou por mim rodeada de crianças. Criaturas de 70cm em tudo o que era sitio, maior parte delas com 1kg de brilhantes na cara, por momentos pensei que fosse um encontro de travestis anões (que se corresse tão bem como o dos chungas ia acabar com pénis fight). Quase que tenho pena dos pais que se viram arrastados para tal concerto e que vão ter que aturar as crias a cantar as músicas do concerto durante as próximas semanas, digo dias, mas a culpa é deles . Acima de tudo tenho pena das crianças. A única recordação que daqui a 10 anos terão de tal coisa são as fotografias, e muito provavelmente terão vergonha das mesmas, eu teria... Ok, provavelmente porque nunca andei toda cintilante... Um dia experimento, pode ser que me transforme numa pessoa melhor, mais... Reflexiva (ahaha piada nerd).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43

O dia dos namorados aproxima-se e ninguém quer passar o dia 14 sozinho, não tanto para comemorar o dia em si (juro que não entendo o que há de romântico em relação à morte de um homenzinho que casava jovens que supostamente não deveriam casar), mas para não terem que ouvir as amigas a relatar o quão romântico foi o dia delas com o namorado quando a coisa mais romântica que fizeram foi comer 1l de gelado sozinhas enquanto viaram 3 animes completos numa tarde... Ok, talvez nem toda a gente coma gelado e veja anime em pleno inverno, mas ficou a ideia. Durante as próximas duas semanas as raparigas vão estar mais abertas a relações, a estranhos que digam duas ou três frases bonitas e sejam minimamente bonitos (sim, nós somos assim, depois queixamo-nos que só encontramos otarios com lábia e cabroes...) e está feito, provavelmente ficaram com um encontro marcado, ou pelo menos fizeram o dia de uma rapariga ficar mais luminoso (qualquer pessoa gosta de ouvir coisas fofas). Go ahead bros! Não há altura melhor que esta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

damn it

por Maki, em 23.01.15

Antes de nada, obrigada pelos comentários e afins ^^, eu não respondo por ser rude mas sim porque decidi que até ao fim da época de exames mexeria o minino possível no computador, e o sapo no telemóvel é um pouco ranhoso e odeia-me ^^" A pior coisa que podia ter arranjado é um smartphone... Eu tento estudar, juro que tento mas quando dou por mim estou a ver porcariazinhas na internet... Ontem dei por mim a ver um anime sobre uma turma que tinha que matar o professor porque ele era um polvo... E como o telemóvel tem um ecrã pequeno para além de me estar a distrair ainda por cima estou a forçar a vista... Sim, eu podia desligar o telemóvel, mas se o fizesse e a minha mãe me tentasse ligar era o fim do mundo... Da próxima vez que fosse para o Alentejo levava uma sova (Jk, nunca me bateram em casa, só no dojo). Bem, tenho 23h para compensar o semestre.... Gotta work.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:48

Toda a gente se conhece, o que é agradável até que acontece alguma merdinha e sempre que metes o cu fora de casa tens que lidar com falsas preocupações, pessoas que geralmente te dão um bom dia forçado passam a estar super preocupados à procura das noticias mais frescas e das melhores fontes para as conversas de café, e o mais bonito disto tudo é que só se vão embora quando notam que te tocaram com alguma merda e estas prestes a chorar baba e ranho. O que é mau pessoalmente passa a ser frustrante na Internet, quando estás muito bem no teu Facebook e te aparece um post sobre o quão preocupados as pessoas estão em saber sobre o que aconteceu, sim que isto de pertencer a um grupo no Facebook que abrange várias pessoas da terrinha tem destas coisas. E quando eu digo no que aconteceu é mesmo no que aconteceu, as pessoas estavam a cagar-se para a família, para os sentimentos envoltos naquilo, só queriam saber de novidades e criar especulações. Nunca me tinha passado com um post no Facebook como naquele dia. Após a intervenção da minha irmã lá apagaram aquilo, criando um post novo do dia seguinte... Fdp... Aí eu não me contive... Peguei em todo o meu sarcasmo e arrogância e escrevi uma merda enorme, mas delicada e sem um único palavrão (o que foi bastante difícil porque eu so os queria mandar para o raio que os parta), disse tudo o que pensava daquele gesto e das pessoas que o comentaram, mandei-os para o café (sim, para o café e não para o caralho, como disse foi um texto delicado munido de sarcasmo). Aquilo surtiu de tal forma efeito que aquele post foi apagado em menos de 3min e não voltou a aparecer tal coisa naquele maldito grupo. Os fdp chegaram a meter uma fotografia da minha avó lá... Se eu tivesse visto... Foi uma prima minha ainda por cima... Tirou uma fotografia à minha avó num momento delicado para ganhar gostos e parecer muito preocupada na Internet... Bastarda. Uma prima que estava tão preocupada que nunca chegou a meter o cu cá em casa para ver como estávamos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:15

O técnico

por Maki, em 16.01.15

Juro que não entendo o entusiasmo das pessoas com o técnico, não há um único dia em que vá a um centro comercial sem que veja alguém com uma sweatshirt de lá... Claro que o facto do técnico ter muitos alunos ajuda a tal coisa, mas nunca vi ninguém não orgulhoso da universidade em que anda como o pessoal de lá... Aliás nunca a minha família falou tanto de mim como nos últimos 3 meses, aparentemente ter um familiar lá dá um certo status... Bem, a mim estar lá só me dá dores de cabeça... O ambiente é estranho, as pessoas passam a vida a estudar, não saem do seu grupinho de conforto... Maior parte das pessoas nem estuda o que quer... Anda lá porque "o meu pai queria que eu viesse para o técnico" ou só porque calhou... Não é que eu fale com muita gente de lá, mas das pessoas que conheço só 5 ou 6 estão felizes por estarem no curso em que estão, e olhem que uma delas sou eu... Há pouco barulho, e o barulho que há é feito por otarios que andam lá pastando à sabe-se lá quanto tempo... É estranho estar num edifício em que não há vida... O sítio mais feliz lá é o pavilhão de civil e eu defendo que isso se deve ao pessoal de fora que vai para lá estudar... Hum... Agora que penso nisso talvez o problema seja meu. Sou demasiado imatura para um sitio de tamanho prestígio e respeito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:03

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D