Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ter bigodinho

por Maki, em 30.01.17

Hoje encontrei um amigo na rua, e esse meu amigo estava com um amigo super fofo, o rapaz era adorável, e parecia ser bom rapaz, resumidamente era um bom partido. 

Quando cheguei a casa e olhei ao espelho apercebi-me que o meu bigodinho era maior do que o dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05

Estou cansada

por Maki, em 28.01.17

Estafada, tento estudar e não consigo absorver nada. Estou tão farta da faculdade, sinto que não consigo fazer mais nada este semestre, mas tenho que fazer, pelo menos mais uma cadeira. Já fiz contas à vida, só posso deixar 2 cadeiras este semestre e fazer sempre mais uma do que é suposto nos próximos. 

Custa-me que a vida seja tão injusta. Custa-me que após tantas directas a fazer trabalhos que mais ninguém sabia (ou sequer tentava) fazer, eu chumbe e os amiguinhos passem, porque as horas que passei sem dormir, as horas que perdi a fazer um trabalho que era para 3 ou 4 pessoas sozinhas os amiguinhos tiveram tempo para manter uma vida calma, estudar na boa, ir a todas as aulas, sair para espairecer, maior parte deles já estão de férias enquanto eu sou esmagada por um sentimento de culpa e incompetência. Culpa por andar a gastar o dinheiro dos meus pais. culpa por não conseguir fazer todas as cadeiras que devia. Incompetência por não conseguir consolidar o estudo com os trabalhos, por só ter feito uma cadeira na época normal e provavelmente só conseguir fazer mais duas na época de recurso...

Quero acabar a faculdade nos 5 anos em que é suposto, não quero que os meus pais gastem mais dinheiro... Mas ao mesmo tempo só quero que os exames acabem o mais depressa possível, para o bem ou para o mal preciso de descansar, preciso de dormir 15horas, apanhar sol, correr, ler, ver episódios, jogar, estar com os meus amigos, até agradecia ter tempo para ir a um bar, e eu odeio bares. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

Hoje acordei com uma pontada na barriga, como estava um frio de rachar resolvi permanencer na cama. Ao longo da manhã voltei a acordar com a mesma sensação mas como o frio teimava em não desaparecer e como consigo ser tão teimosa como ele permaneci na cama de barriga para baixo para apaziguar a dor e voltei a adormecer. Uns minutos depois acordo em sobressalto e corro para a casa-de-banho, sento-me no trono e "BUUUM!".

Fica já escrito que esta explosão em terrenos alentejanos (e as que irão ocorrer durante o dia de hoje...) não tem qualquer coligação com o estado islâmico. Os únicos responsáveis são um chocolate quente e a minha intolerância à lactose e os cúmplices são a minha burrice e preguiça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

Acabei de ver o telejornal e relembrei-me dos meus tempos de infância em que os garotos discutiam quem era o mais másculo recorrendo a argumentos como o tamanho da pilinha e a quantidade de pêlos. Hoje presenciei algo semelhante em pleno horário nobre, mas de forma adulta como algo tão sério como o telejornal exige. Os pentelhos e as pilinhas foram substituídos por palavras sérias como "share" e "audiências".

Enquanto jovem seria e responsável a conclusão a que cheguei com telejornal da TVI foi que alguém está com dor de cotovelo pelo seu ex andar a falar com outro após terem dado um tempo. A vida é tramada, mas essas coisas não vão fazer com que a vossa relação volte a ser a mesma... Provável até vai ter o efeito inverso...

Para ser uma cena digna de novela só faltava choro e frases do tipo "nunca terias chegado tão longe sem mim!". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45

Hoje após uma semana de cativeiro de forma a me preparar para um exame decidi que devia apanhar sol. Deixei os livros por umas horinhas, peguei num livro e fui para um jardim.

Primeiro para encontrar um banco no qual não me sentasse ao lado de um casal ou estivesse longe o suficiente para que o seu "comilanço" não me afectasse foi uma carga de trabalhos. O amor é muito bonito sim senhora, mas sou muito céptica em relação a demonstrações de afecto publicas entre Janeiro e Fevereiro e enquanto pessoa que vai morrer sozinha prefiro manter uma certa distancia dessas coisas para não ser mordida pelo bichinho verde da inveja.

Quando finalmente encontrei um banco ao sol que cumpria todos os meus requisitos sentei-me, saquei o livro, e comecei a ler, passado pouco tempo comecei a ouvir um "quack quack" insistente, olhei para a frente e vi 3 patos a andarem em fila na minha direcção o que foi extremamente fofo, o da frente parou a coisa de 1 metro de mim e fixou-me o olhar, e eu feita parva continuei a olhar para ele a sorrir, até que fiquei com medo. Senti que a qualquer momento o bicho se ia jogar a mim e me começar a dar bicadas. O sorriso desapareceu e fiquei apavorada a olhar para o bicho que ainda me fixava. Levantei-me devagarinho e contornei o banco, sempre a olhar para o bicho, e ele a olhar para mim como quem diz "podes ter mais do 10x o meu tamanho mas eu dou cabo de ti", afastei-me um bocadinho a andar de costas não fosse raio do animal aproveitar para voar na minha direcção, e quando me senti suficientemente segura voltei-lhe costas e fui para casa.

O mais irónico disso tudo é que eu já tive numa situação semelhante mas que em vez de envolver um pato com 2 patinhos cupinchas envolvia 1 drogado com 3 amiguinhos e nessa situação não fui eu a abandonar o local mas sim eles... 

Passei a odiar patos. Eles vão acabar por dominar o mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:43

Ser gaja é caro (e complicado)

por Maki, em 15.01.17

Hoje fui ás compras e gastei uma pequena fortuna, em alimentação? Não. Em doces? Infelizmente não. Em pensos. Quase 10 euros em pensos higiénicos que me vão durar apenas 2 meses porque infelizmente tenho imenso fluxo e quando estou em stress chego a ter hemorragias, ou seja, só com o período acabo por gastar 5euros por mês. A verdade é que podia comprar pensos mais baratos, e em tempos fiz isso, mas a qualidade e o conforto é incomparável, com estes o medo de estar suja é bastante menor, até mesmo durante a noite. Antes acordava sempre a meio pelo menos uma vez por me sentir desconfortável, especialmente durante verão.

Além desses 5 euros ainda gasto cerca de 3 euros por mês na pílula (o meu corpo é uma porcaria e reage mal às genéricas que são dadas no centro de saúde). Estes 8 euros tem mesmo que ser, mas depois ainda tenho as despesas adicionais em parte devidas à sociedade, os 10 euros do buço e das sobrancelhas (novamente aqui o meu corpo não me ajuda, tenho a pele sensível então a única opção que me deixa vermelha durante menos de 3 horas é das mais caras - a linha.  Quando fazia a cera ficava com marca durante 1 dia, e honestamente a marca vermelha destaca-se bem mais que o buço que a antecedeu) e 20 euros para a depilação. Honestamente nestas ultimas não sou tão regular como devia, tanto por preguiça como por desleixo e amor ao dinheiro, por exemplo neste momento sou um ursinho com um bigodinho de fazer inveja a muito homem.

Além desses gastos mensais uma gaja acaba por ter que comprar pelo menos um sutiã por ano, porque não importa o cuidado que tenhas com as coisas, acaba sempre por se estragar algum, ou o aro salta, ou fica com um buraquinho perto do fecho, ou começa a ficar rasgado perto da almofada... E cada sutiã mediamente bom é no mínimo 10euros... Sendo que existe sempre da a hipótese de uma pessoa comprar a copa errada por estar cansada e confundir o C com o B ou o 36 com o 34 e em vez de um suporte para o peito acaba por comprar uma prisão para as mesmas...  

Ou seja o simples facto de ter uma vagina faz com que gaste mais 8 euros por mês que um homem e se me importasse muito com a aparência ainda teria que gastar mais 30... Se bem que estes últimos 30 nos dias de hoje já não é muito relacionada com o sexo, porque há muito homem a também tratar das sobrancelhas e a se ver livre do pelo, mas ainda são poucos. 

O estado devia financiar-me pelo menos os pensos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

Termo-1 Euzinha-0

por Maki, em 14.01.17

Ontem comprei um termo, nunca tinha comprado um termo na minha vida, mas como aquele estava em promoção e era fofo resolvi compra-lo para meter o meu chazinho. Sou fã de chá? Nem por isso... Mas o termo era fofo e pareceu-me ser o incentivo necessário para passar a gostar de chá. Cheguei a casa, aqueci a água, meti uma saqueta de chá, esperei aquilo arrefecer um bocadinho, enchi o termo e levei-o para o quarto. 

Devo dizer-vos que o termo é óptimo em termos de isolamento, passado cerca de uma hora o chá ainda estava suficientemente quente para me queimar o queixo (literalmente queimar, já passaram 3 horas, e para além de uma mancha vermelha ainda sinto a pele a gritar "És mesmo burra!" apesar de já me ter besuntado com biafine). Mas hey! Agora já sei que o copinho não é só para decoração e que o conteúdo não sai pelo botão que diz "open". 

Crescendo e aprendendo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:19

Socialmente morta

por Maki, em 12.01.17

Este semestre está quase a acabar (para o bem e para o mal), foi dos piores semestres em termos que falta de tempo que alguma vez tive, de tal forma mau que se não fossem as minhas colegas de casa serem umas bacanas provavelmente tinha fritado a pipoca, só consegui ir a casa para ai 4 fim-de-semanas e quando ia entre me dividir entre os meus pais, visitar a minha avó, dormir e tratar de algumas coisas para a faculdade não tinha tempo para dar um oizinho aos meus amigos que ficaram por lá, e eles não compreendem... Na cabeça deles não vou ter com eles porque acho que sou demasiado fixe para isso... Por favor! Eu tenho a noção que sou a pessoa mais meh que anda por ai e era capaz de dar uma perna para estar com eles mais tempo, no entanto não posso desperdiçar o dinheiro dos meus pais e andar a chumbar sem tentar ( acabo sempre por chumbar, mas se não tentar não me sinto bem).

E não é só para o pessoal da terrinha que eu estou morta... Também o estou para o pessoal que estuda perto de mim... Durante todo o semestre só estive com eles 3 vezes de forma social 3 vezes, as restantes foram para sessões de estudos em que cada um estava focadissimo no que fazia e no máximo falamos 1 hora durante as pausas por isso não conta.

É curioso ver as diferenças entre a visão de quem ficou na terrinha e de quem também veio para Lisboa... Enquanto uns acham que passo os dias a jogar, ver episódios e a inventar desculpas para não sair outros acham que o meu ego inchou... Qualquer um deles era bem melhor do que a realidade...

A realidade é triste por isso evito pensar nela, mas a verdade é que passei os dias agarrada ao computador a tentar fazer trabalhos de "grupo" que acabaram por sobrar para mim, a dormir 3 horas por noite durante semanas para tentar cumprir prazos com os quais só eu me importava, a tentar acompanhar a matéria que me escapava pela falta de descanso e a ouvir bocas por nunca "querer" fazer nada e actualmente a tentar salvar o semestre pelos exames já que devido aos trabalhos não consegui fazer nada por frequências. Este semestre foi de tal forma agreste que não li um único livro, não acompanhei uma única série, não joguei durante semanas, deixei o blog de lado e por mais de uma vez só reparei no quão majestoso estava a ficar o meu bigodinho depois de este já fazer inveja a vários dos meus colegas de curso.

Mas está quase a acabar.

Está quase.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:43


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D