Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A honestidade é lixada

por Maki, em 20.03.17

Por volta dos meus 16 anos, após ter superado algo que julgo ter roçado a depressão decidi que não ia voltar a deixar entrar pessoas tóxicas na minha vida caso não fosse extremamente necessário e que não ia fingir pensar ou ser algo que não sou na interacção com os outros (claro que num ambiente profissional vou ser uma pessoa decente e engolir sapos, mas fora dele recuso-me). E a verdade é que desde que o faço que percebi várias coisas sobre mim e criei relações de amizade bem mais profundas. 

O problema é que há pessoas que não estão habituadas a esse bicho estranho chamado honestidade e acham que estou a brincar... Um rapaz inclusive chegou a achar que eu estava interessada nele, afinal as pessoas sempre falaram dos defeitos dele quando ele não estava e nunca se deu ao trabalho de olhar para as pessoas que o rodeiam e de se aperceber que por vezes as gargalhadas que soltam escondem o incomodo que sentem portanto se alguém os ignora e responde a seco é porque obviamente o quer comer! Faz todo o sentido! 

Felizmente nem todas as pessoas são extremistas ao ponto de achar que lhes quero saltar para cima, mas por vezes acham que o faço na brincadeira e que no fundo as adoro... E heis que aparece a afirmação: "Eu sei que no fundo gostas de mim." é chato, mas é a oportunidade ideal para por os pontos nos is, olhar directamente para os olhos das pessoas e dizer "Não tens noção do quão errado estás". Seria de supor que a mensagem seria passada não é? Pois não... Geralmente o sorriso desvanece um pouco mas a pessoa insiste com algo do género "és óptima a fingir que estás a falar a sério", o que me faz repetir a ideia de que nem toda a gente tem que gostar do mesmo para evitar esmagar a auto-estima da pessoa... Mas quando alguém me pergunta "O que é que não há para gostar?" morro um pouco por dentro lembrando-me da única vez em que respondi sem filtro a isso e refiro apenas acções que me irritam na expectativa que a criatura descortine os traços de personalidade que estão implícitos, raramente funciona... Mas deixam de me chatear o que é bom.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D