Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pais divorciados

por Maki, em 12.07.15

Há pais divorciados que são civilizados, apesar de já não se amarem continuam a falar um com o outro, a seguir o desenvolvimento dos filhos e a sua vidinha. Depois existem os pais que não o são. Os meus fazem parte do segundo grupo, estão divorciados há coisa se 7 anos mas deixaram de viver na mesma casa há 3, a história por trás disso é meio complicada, mas crescer com eles na mesma casa foi estúpido. As discussões eram ainda mais constantes do que quando estavam juntos (ou pelo menos tenho essa impressão).

Lembro-me que que ao inicio fiquei feliz por nenhum deles sair de repente da minha vida, de chorar desalmadamente no carro quando me disseram que se tinham divorciado naquele dia. Sim, porque só avisaram a criança que existia divórcio quando este já estava assinado e garanto-vos, é a pior coisa que se pode fazer, eu tinha o direito de saber. Quando fui para o décimo ano começou a ser insuportável viver com ambos, a minha mãe começou a andar com um homenzinho e a chegar tarde, o meu pai no fundo ainda gostava dela pelo que se sentia extremamente magoado e fazia coisas estúpidas como trancar a porta e desligar a campainha quando ela demorava demasiado tempo. Foi das alturas mais negras para mim, o meu quarto estava virado para a rua então a minha mãe jogava-me pedras contra a janela para me acordar e entrar em casa e lá ia eu com os meus quinze anos descer as escadas enquanto ouvia o meu pai a chorar (ou a roncar nunca percebi muito bem, mas com base nos roncos habituais do meu pai, aquilo era som de choro) abrir a porta à minha mãe. Uma vez quando cheguei lá abaixo estava um carro da polícia estacionado com o pai de um amigo meu ao volante, nunca percebi se eles estavam de passagem e acharam estranho uma mulher estar a atirar pedras a uma janela às quatro da manhã ou se a minha mãe os chamou, mas lembro-me que tive teste de biologia e geologia no dia seguinte.

Por favor, quando se divorciarem pensem nos vossos filhos, eles não pediram para nascer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:28



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D